III ENCONTRO DOS POVOS DO ESPINHAÇO 2018

Resultado de imagem para fundo estadual de cultura

http://www.cultura.mg.gov.br/images/documentos/Fundo%20Estadual%20de%20Cultura%20-%20Resultado%20Edital%2001%202017%20-%20Organiza%C3%A7%C3%B5es%20da%20Sociedade%20Civil.pdf

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS
SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA
SUPERINTENDÊNCIA DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA
APROVADO
Categoria 2 – Projetos de Cultura em Geral
nº 20
Protocolo: 2018.12.0056
Nome do projeto: III ENCONTRO DOS POVOS DO ESPINHAÇ
O – SEMINÁRIO DO SABER
POPULAR
Entidade: ASSOCIAÇÃO PROJETO PRESENTE
Município: CONCEICAO DO MATO DENTRO
Território: Metropolitana
Valor Aprovado: R$ 59.500,00

Artes Sem Fronteiras (Arts Without Borders) intercâmbio cultural Brasil, Senegal, Inglaterra e França.

14/03/2017

17264595_1960093767552887_8360134970864452853_n

O Projeto Presente e a Embaixada Cultural e o estão cadastrando jovens profissionais para o projeto Artes Sem Fronteiras (Arts Without Borders) que tem como objetivo a realização de intercâmbio cultural entre produtores e artistas do Brasil, Senegal, Inglaterra e França. Em 2017 serão realizadas duas residências artísticas e de produção cultural na França e no Senegal e em 2018, uma mostra internacional de cultura acontecerá no Brasil. O projeto é realizado com recursos do Programa Erasmus+.

Em caso de interesse em participar deste ou de outros projetos de intercâmbio, por favor, leia as informações abaixo e clique no link para preencher o formulário online. https://goo.gl/6wYx84

Quem pode participar do Artes Sem Fronteiras?

> jovens de 18 a 30 anos;
> moradores dos países participantes
> engajados em atividades culturais e pertencentes a comunidades ou grupos sócio-culturais.
> com experiência profissional no campo da arte e da produção cultural.

Onde e quando o projeto acontece?

O projeto será realizado em três etapas: Na cidade de Estrasburgo, França (21 à 26, de maio), em Dakar, Senegal (25 a 1 de Outubro) e na região da Serra do Cipó, (Fevereiro de 2018). O programação é composta de duas residências artísticas e de produção cultural em 2017 e em 2018, um grande encontro internacional para apresentação dos trabalhos desenvolvidos.

Como participar?

Sua parte: Ter disponibilidade nos períodos indicados e possuir passaporte. Cada participante deverá assinar um Termo de Compromisso se responsabilizando em caso de perda do vôo ou desistência após compra das passagens.

Nossa parte: O projeto oferece traslado aéreo e terrestre internacional, seguro viagem, alimentação 3 vezes ao dia e hospedagem para 8 participantes de cada um dos países envolvidos.

Como posso me inscrever?
O cadastro de interessados para viagens em maio será feito exclusivamente pela internet, via formulário online no período de 13 a 20 de março de 2017. Serão disponibilizadas 3 vagas para a primeira etapa do projeto. Copie e cole o seguinte endereço eletrônico para ter acesso ao formulário: https://goo.gl/6wYx84

Dúvidas e sugestões:
Escreva um email para contato@embaixadacultural.org ou projetopresente@bol.com.br

PROJETO PRESENTE é ganhador da Bolsa de Intercâmbio Cultura Ponto a Ponto.

cartaintercamural.jpg

O projeto foi feito conjuntamente ao ponto de cultura Associação Salvamar de assistência a criança e ao adolescente de Guarapari, Espirito santo para trocar experiências de ação cultural digital e popular com o Ponto cultural e Ambinetal da Serra do cipó. O premio é de R$ 1,5 mil repassados pelo
ministerio da Cultura do Brasil. A proposta é promover a convivência direta entre os representantes dos Pontos de Cultura, o que permite ampliar a troca de conhecimentos e o fortalecimento da rede.

O nosso telecentro Aguia de Ouro, em atividades desde o ano 2003 na Escola Padre Candinho, será o foco deste trabalho junto a juventude da Serra. Acompanhe esta açao presencialmente.

veja a lista dos selecionados no edital publico:

http://www.cultura.gov.br/site/wp-content/uploads/2009/11/resultado5.pdf

 

IºSeminário Inter Municipal do Saber Popular

21/10/2009 

IºSeminário Inter Municipal do Saber Popular

Entre os dias 10 e 15 de novembro acontecerá, em Santa Luzia-MG,

o Iº Seminário Intermunicipal do Saber Popular, envolvendo as cidades de

Santana do Riacho, Jaboticatubas e Belo Horizonte. O Seminário tem o

objetivo de legitimar o saber popular como componente essencial na formação humana. É uma iniciativa da Associação Art.22 (Santa Luzia),

Associação Projeto Presente (Santana do Riacho) e Rede Catitu Cultural (Belo Horizonte),  contemplados no Prêmio de Apoio a Pequenos Eventos Culturais do Ministerio da Cultura,

visando o encontro de mestres e aprendizes do saber popular e o fortalecimento das ações desenvolvidas pelas entidades em suas regiões.

As atividades terão início no dia 10 de novembro, com oficinas realizadas pelos Mestres

em escolas e espaços culturais dos municípios envolvidos. No dia 12 os envolvidos serão convidados a se

encontrar na Comunidade Quilombola de Pinhões (Santa Luzia-MG), onde realizarão vivências, rodas de conversa e

discussões da tradição e juventude, brincadeiras e espaço escolar, Benzedeiras e os saberes da terra,

religiosidade brasileira e políticas publicas de cultura e de comunicação. 

Acontecerão, ainda, apresentações artísticas, exposição de artesanato das comunidades participantes, cinema na praça e feira de trocas.

Seminário Intermunicipal do Saber Popular

Data: 12 ‘a 15 de novembro 2009

Local: Comunidade Quilombola de Pinhões – Santa Luzia – MG

seminario.jpg

10/11/2009 

PROGRAMAÇÃO CAVUCO GRIÔ

1º SEMINÁRIO INTERMUNICIPAL DO SABER POPULAR

Domingo (08/11) – Local: Pinhões

14 horas

  • Cortejo de Mobilização na comunidade de Pinhões –

com Família Cabeça de Vento e Circo Sem Lona.

Segunda (09/11) – Local: Santa Luzia

13h20 às 15h

  • Vivência com Dona Helena na EM Santa Luzia
  • Vivência com Mestre João EM Santa Luzia

Terça (10/11) – Local: Santa Luzia

8 às 10h

  • Vivência de Capoeira com o Griô Zuim na EM Suely

de Souza Lima

14 às 16h

  • Vivência de Capoeira com o Griô Zuim na EM Suely

de Souza Lima

Terça (10/11) – Local: Serra do Cipó

9 às 11h

  • Mini-Oficina Rádio Recreio: com mestre Juquinha

na Escola da Lapinha – Santana do Riacho.

11h30 às 13h

  • Vivência com o mestre João na E. Estadual Murghi

Ibraim – Horta orgânica.

Quarta (11/11) – Local: Serra do Cipó

9h às 11h

  • Mini-Oficina Rádio Recreio: com mestre Juquinha

na Escola da Lapinha – Santana do Riacho.

Sexta (13

Quinta (12/11) – Local: Santa Luziacal: Pin

16h

  • Paiaciata pela mata – Concentração próxima à Escola

Raul Teixeira (Mata do Cristina C) – Conjunto Cristina C.

Quinta (12/11) – Local: Pinhões – Santa Luzia

19h30

  • Credenciamento.

20h30

  • Abertura Oficial – Apresentação da Ação Griô e

Projeto Cavuco, dos Mestres e outras autoridades

presentes, homenagens e vídeos institucionais

21h

  • Coquetel e Apresentação Artística – Seresta com

Mestres Sr. Luiz e Sr. Antônio (Santa Luzia).



 Escrito por presente às 16h33 [(1) falô] [envie esta mensagem]

ões

Sexta (13/11) – Local: Pinhões – Santa Luzia

6h

  • Sino de despertar – nascer do sol.
  • Dinâmica Corporal – respiração.

7h30

  • Café da Manhã

9h

  • O processo pedagógico da capoeira. Mestre Zuim

(ação Griô – Santa Luzia) convida mestres e contra

mestres para uma vivência – com participaçãodo

Contra Mestre Renê – Grupo Camujerê.

10h30

  • Bate-papo – Preservação da tradição oral nas

periferias; tradição x contemporaneidade. Presença

de Fernando Fabrini (coordenador do Projeto Cavuco

/ BH) e Ice Band (CRH2B – Centro de Referência Hip

Hop Brasil)

11h30

  • Mística – alfabetização cultural (uma obra de arte

coletiva!!) com Thiago Araujo (palhaço e antropólogo).

12h

  • Almoço para grupos e mestres ( Violas com Jó e

Valdivino de Jaboticatubas )

14h

Encontro dos Contadores de Histórias com a presença

de Cristina Borges (pesquisadora e contadora de

histórias), Lorena Anastácio (arte-educadora e

contadora de histórias) e outros contadores de

histórias.

15h

  • Mestres do lúdico – brincadeiras e bate-papo com o

brincante José Farias – Escola de Pinhões.

  • Brincadeira de Boi – Presença do menino Rafael

(Lapinha da Serra), guardião do Boi da Rede –

Praça da Igreja.

16h30

  • Encontro dos educadores – Pedagogia oral nas

escolas.

17h

  • Por do sol – dinâmica corporal e massagem.

18h30

  • Contação de História.

19h

  • Exibição de videos e documentários – Praça da

Igreja.

20h

  • Jantar

21h

  • Observação dos astros com equipe do Observatório

Phoenix (Belo Horizonte).

21h30

  • Alexandre Ribeiro (Santa Luzia)
  • Baile Família Guiga (BH – Viçosa)

24h

  • Sino do sono – encerramento do dia.

 

 

 

Escrito por presente às 16h32 [(0) fale aí] [envie esta mensagem]

SábSábado (14/11) – Local: Pinhões – Santa Luzia Local: Pinhões – Santa Luzia

6h

  • Sino de despertar – nascer do sol
  • Dinâmica Corporal

7h30

  • Café da Manhã

9h

  • Vivência e roda de conversa – Tema: Saúde dos

Mestres – Melhor idade e qualidade de vida. Subtemas:

as práticas de equilíbrio psicofísico nos

postos de saúde – diálogo transversal com a cultura

oriental com Virgilei Del Duca.

10h

  • Vivência e roda de conversa – Tema: Brasil de

muitos ritmos – Danças e músicas populares –

Mestre Luiz (Santa Luzia), Mestre Juquinha

(Lapinha da Serra) Mestre Conga (Belo Horizonte),

Mestre Sr. João (Viçosa) e Frei Chico.

11h

  • Bate-papo – O saber indígena – transmissão do

conhecimento em comunidades orais – com a

presença de Ailton Krenak, Pablo Camargo

(representante do Cedefes).

  • Rimas, Versos e Poesia Popular – Poetas Ricardo

Evangelista, Alexandre Ribeiro, Adriano Ribeiro e

Cristiano Cançado.

  • Encontro de educadores – Pedagogia oral nas

escolas.

12h

Almoço (Orapronobis com Ronaldinho Pio).

  • Oficina de bordado ponto cruz com Mércia Inês

Pereira do Nascimento, autora do livro “Resgate

Histórico da Bacia do Córrego Navio/Baleia” –

Projeto Manuelzão.

14h

Vivência e roda de conversa – Tema: Benzedeiras e

os saberes da terra – Presença dos Mestres Sr.

João (Santa. Luzia). Dona Piedade (Santana do

Riacho), Dona Helena (Santa Luzia), Dona Mercês

(Jaboticatubas), Dona Divina (Jaboticatubas), Dona

Edméa (Belo Horizonte), Dona Lina (Santana do

Riacho).

14h

Vivência e roda de conversa – Tema: Benzedeiras e os

saberes da terra – Presença dos Mestres Sr. João

(Santa. Luzia), Dona Piedade (Santana do Riacho),

Dona Helena (Santa Luzia), Dona Mercês

(Jaboticatubas), Dona Divina (Jaboticatubas), Dona

Edméa (Belo Horizonte), Dona Lina (Santana do

Riacho).

15h

Micro arena Quilombola da Bacia do Rio das Velhas –

Presença do Fórum Municipal de Igualdade Racial de

Santa Luzia, representante da Federação Quilombola

de Minas Gerais, representante da Fundação

Palmares, representante do Cedefes, representante

do NUQ/UFMG e NESTH/UFMG, e das comunidades

de Pinhões, Açude e Mato do Tição.

16h30

  • Café

17h

Por do sol – Vivência corporal e massagem

19h

  • Exibição de vídeos e documentários da Ação Griô e

outros. (Praça da Igreja).

20h

  • Jantar

Escrito por presente às 16h31 [(0) fale aí] [envie esta mensagem]

 

Domingo (15/11) – Local: Pinhões – Santa Luzia- Santa Luzia

6h

  • Sino de despertar – nascer do sol
  • Dinâmica Corporal

7h30

  • Café da Manhã

9h

  • Vivência e roda de conversa – O uso e o ritual da

Ayahuasca (chá do daime, vegetal, mariri, oaska) e

sua legitimidade como patrimônio imaterial brasileiro.

10h

  • Celebração religiosa com a presença da Guarda de

Catopê de Pinhões.

11h30

  • Feira de Trocas.

12h

  • Almoço e entrega de certificados (Apresentação

musical do Sarau Tropeiro) – Encerramento das

atividades em Pinhões.

14h30

  • Vivência e roda de conversa – Circo-Teatro Popular.

Presença do Mestre Max, Circo sem Lona e

integrantes do Teatro São Francisco (Teatro Rural

de Taquaraçu de Baixo).

Domingo (15/11) – Local: Taguaraçu de Baixo

Parceiros

PHOENIX

PROJETO MANUELZÃO

INSTITUTO GUAICUY

apoio

PREFEITURA MUNICIPAL DE JABOTICATUBAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA LUZIA

realização:

Rede Cultural Catitu

Ponto de Cultura ART 22

Projeto Presente

2º Workshop CBH Santo Antônio – Urgente

foto13emp-101-anglo-b3

DECISÃO DA MINERAÇÃO COM POUCA INFORMAÇÃO E PARTICIPAÇÃO

MINING DECISION WITH LITTLE INFORMATION AND PARTICIPATION

No dia 14 de janeiro, em Itabira, vai acontecer uma importante reunião sobre a MINERAÇÃO DE FERRO a ser implantada em Conceição do Mato Dentro e região. Será a reunião do Comitê de Bacia do Rio Santo Antonio (2º Workshop CBH Santo Antônio ) . Nesta reunião, os membros do Comitê , que é constituído por autoridades , técnicos e lideranças ambientalistas , estarão participando do processo da decisão se a mineradora vai ou não ser autorizada e se sim, com será feita. Esta é uma das muitas reuniões que, infelizmente , poucas pessoas vão decidir sobre o futuro de milhares de outras, da exploração dos recursos naturais minerais e da destruição ou não da biodiversidade ambiental regional. Diante deste importante processo de decisão, diante desta importante reunião pouco divulgada e pouco participada, as perguntas estão em todas as conversas e diálogos .

On January 14th, in Itabira, will happen an important meeting about the IRON MINING to be implanted in Conceição do Mato Dentro and region. It will be a meeting of the Committee of Bacia do Rio São Francisco (2nd Workshop CBH Santo Antônio). In this meeting, the members of the Committee – which is composed by Authorities, Technicians and Environmentalists Leaders – will be participating of the process of decision regarding the authorization of this Mining establishment. Also, if the establishment is authorized, they will also participate of the decisions of how this will be done. This is one out of several meetings that, unfortunately, only a few people will decide about the future of other millions, regarding natural resources exploration and the destruction or not of the regional environment biodiversity. In front of this important decision process as well as in front of such an important meeting that has been so poorly advertised and participated, the questions are in every conversation and dialogues.

1- Você ou alguém da sua familia, vizinho e amigos, já foram consultados de verdade sobre a implantação de uma grande mineração em nossa região ?

1- You or anyone from your family, neighborhood and friends, have ever been really consulted about the establishment of a huge mining in our region?

2- Você e seus familiares conh ecem uma outra cidade que tem uma grande mineração? você conh ece o lado positivo e o lado negativo na vida das pessoas quando se implanta

uma mineração de exportação em uma cidade como a nossa? o que acontece com a familia, com as tradições culturais e com a biodiversidade ambiental?

2 – Do you and your family members know another city that has a big mining? Do you know the positive and negative aspects in the people’s life when an exportation mining is established in a city like ours? What happens with the family, with the cultural traditions and with the environment biodiversity?

3- Os mais idosos perguntam se o nosso município e a nossa região estão realmente preparados para as consequencias da implantação de uma grande mineração? além do desenvolvimento, dos empregos e dos impostos gerados, como lidar com o lado negativo? alto indice de acidentes e adoecimentos; aumento do uso de bebidas alcolicas e de drogas em geral; aumento da criminalidade e de suicidios; poluição das aguas e do ar; e impactos sobre as propriedades do entorno a todas as atividades da mineração.

3 – Does elderly citizens asks if our Council and our region are really prepared for the consequences of an establishment of a big mining? Besides development, jobs and increasing of taxes, how is to deal with the negative aspects? High level of accidents and

4- Para uma mineração ser aprovada pelos governos federal, estadual e municipal, é preciso ter um estudo completo e real de todos os impactos sociais,culturais e ambientais. você conhece estes estudos? você confia nos estudos feitos? eles estão realmente corretos ?

4 – In order for a mining to be approved by the Federal, State and Local Governments, is necessary that a complete and real study of all social, cultural and environment impacts is made. Are you familiar with these studies? Do you trust in the studies that has been made? Are they really correct?

5- Quem serão os cidadãos que vão ler os estudos reduzidos (leia – estudos de impacto ambiental e rima- relatório de impacto ambiental ) feitos pela empresa mineradora interessada, e vão julgar e decidir se pode ou não implantar a mineração? Eles dialogaram com quem de nós? Com todos nós ou com uma minoria já decidida? Estas autoridades, tecnicos e ambientalistas representam o pensamento de todos nós?

5 – What will be the citizens to read the reduced studies (meaning: environment impact studies and report of environment impact) done by the interested mining company and to judge and decide weather or not the mining should be established? Did they dialogue with any of us? Did they dialogue with all of us or with a minority of people already chosen? Does these Authorities, Technicians and establishment represent all of our thoughts?

6- Por ultimo, o que também tem incomodado muito a todos, especialmente os cidadãos com sentimento pátrio é sobre o destino das riquezas produzidos a partir da riqueza da natureza que é de toda a sociedade. Todos sabemos que o dinheiro investido na grande mineração são de multinacionais, de bancos e fundos privados. Para onde vão os resultados economicos desta atividade? Em Conceição e nos municipios atingidos, quantos serão os beneficiados? Quanto de lucro a ser gerado pela mineraçao vai ser enviado para o exterior? Qual a parte do lucro que será para responsabilidade social? Quais serão os destinos dos impostos?

6 – Lastly, what has also been disturbing a lot of people and especially those that have a patriot feeling is about the destiny of the wealth produced by the nature’s wealth which belong to the whole society. All of us are aware that the money invested in the huge mining are from Multinational Companies, Banks and Private funds. Where are those activities economic results going to? How many beneficiaries will be in Conceição and other reached towns? How much of the profit created by the mining will be sent abroad? What will be the part of the profit addressed to social responsibilities? What will be the taxes destination?

Diante de todas estas perguntas que circulam entre nós de Conceição do Mato Dentro e região a ser atingida pela mineração, diante da pressa da empresa mineradora que pensa no lucro em primeiro lugar, diante dos frágeis e pouco divulgados estudos de impactos sócio ambientais , estamos propondo publicamente a toda a sociedade e aos membros do comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Santo Antonio, que decidam neste evento a necessária mudança da conduta de aprovação ou não implantação da mineração. Propomos ao Comitê que chame os governos federal, estadual e municipal e amplie a todas as representações da sociedade atingida para uma revisão e elaboração de nova conduta do processo de aprovação ou não da mineração. O processo atual está excludente e viciado. Todas as autoridades , os técnicos , as lideranças ambientalistas e cidadãos bem intencionados que desejam o bem de Conceição e região sabem que a conduta do processo esta errada. Esta prevalecendo os interesses da empresa mineradora e não da coletividade , não do social,das comunidades , do patrimônio cultural e da nossa biodiversidade.

Considering all these questions that moves among us from Conceição do Mato Dentro and region to be impacted by the mining; Considering the hurry of the mining company that is caring about profits in a first place; Considering the fragile and little advertised studies of social-environment impacts, we are publicly proposing to the entire society and to the Bacia Hidrográfica do Rio Santo Antônio committee members, to decide in this event the necessary conduct change of approving or not the mining establishment. The actual process is exclusionary and vitiated. All of the Authorities, Technicians, Environmentalists Leaders and citizens with good intentions and that expect and wish the best for Conceição and area know that this process conduction is wrong. It is privileging the interests of the mining company and not the collectivity, nor the social, nor the communities, nor the cultural patrimony and our biodiversity.

ASSINAM ESTE DOCUMENTO: SIGNATURES FOR THIS DOCUMENT:

ASSOCIAÇAO PROJETO PRESENTE, ……., ……., ……., ……

SERVISO:

O evento do Comitê do Rio Santo Antonio, pouco participado e pouco divulgado será no CENSI – Bairro Campestre em Itabira . Divulgue este evento e convide a todos para irmos juntos ouvir o que os membros do Comitê e as autoridades do governo federal e estadual , a quem compete fazer a cessão do direito a mineração e a autorização ambiental , e que eles tem a dizer.

The event of the Comitê do Rio Santo Antonio – that has been poorly advertised – will be held at CENSI – Bairro Campestre in Itabira. Please advertise this event and invite as many people as possible to join us and to listen to what the Committee and Authorities of the Federal and State Government – whom are responsible for transferring or not the right to the mining company as well as environment authorization, has to say.

 Escrito por presente às 19h58 [(0) fale aí] [envie esta mensagem]

2º Workshop CBH Santo Antônio – Urgente

2º Workshop CBH Santo Antônio – Urgente

http://

Data: 14/02/82008 – Hora: 08 as 18

Local: itabira/MG/Brasil

comite de bacia hidrogreafica

 

“consideraçoes de bençãos”

29/05/2008

1º Encontro Grios e Cavucos 372

o Projeto Presente – Ponto Cultural e Ambiental da Serra do Cipó está preparando a “consideraçoes de bençãos”. Uma ocasiao em que a Açao Grio na Serra do Cipó realizará o encontro entre os mestres e participantes deste um ano de atividades na regiao. Este será o momento de aproximar ainda mais nossas referencias e imaginaçoes, nossas atençoes e vistas, ter em boa conta.
Contaremos e vamos refletir o que se passa conosco de mais consideravel, neste tempo presente de Açao, de afeto e de trabalho.
Neste acontecimento vamos costurando e considerando:
1-a chegada e descoberta (momento só dos mestres com eles mesmos)
1.1- celebraçao reza
2-almoço (se cada um puder levar um agrado igrediente ficará mais abençoado)
3- brincadeira, hora do jardim de infancia
4- os mestres serão convidados a oferecer uma representaçao/imterpretaçao sobre as suas experiências articuladas às vivências/sabedorias dentro do percurso desenvolvido no projeto. Estes poderão, através das artes cênicas, mimica, musica, ou o que interpretarem, a convivência que os envolveram até então.
5- cafe/chá com biscoito/pipoca
6-exposiçao da coletânea de desenhos, fotos, videos, poesias, musicas, fatos, comentarios e conteúdos em geral produzidos por esta pesquisa. Entrega do kit com todos os registros em DVD´s aos mestres
7-o marco material desta tragetoria, levantamento de esboços para criação da singela cartilha da nossa Açao. Exercicios graficos, Diagramação poetica, estudo de cores, experimentos, ícones e interferências.
8-bençao final (explicaçoes sobre a açao grio, dinheiro, atividades futuras, compromissos. Musica e festa)
9- despedida
10- traslados para casa

é isso aí que pensamos; outras sugestoes serao muito bem vindas!
contamos com a participaçao e colaboraçao de voces.